segunda-feira, 25 de março de 2019

SERVIDORES LOTAM CÂMARA MUNICIPAL PELA SEGUNDA VEZ

Na manhã da última sexta-feira, dia 22/03/2019, os servidores da rede municipal de educação de Aparecida de Goiânia compareceram à Câmara Municipal pela segunda vez essa semana. Eles aguardavam a presença da secretária da educação, Valéria Pettersen, e do secretário de fazenda André Rocha, que deveriam ter sido convocados pela Casa, conforme acordo firmado e registrado em ata entre a Câmara e os servidores na sessão plenária de 19/03/2019.

Os trabalhadores levaram faixas e cartazes com frases de luta em defesa da educação, entre elas uma enfática sobre a secretária:  "FORA VALÉRIA". Os presentes não tinham nada a temer, compareceram mesmo sob ameaça do corte de 3 dias no salário, feitas por alguns diretores através de orientação da SEMEC.

O Sindicato Comando de Luta da Educação de Aparecida de Goiânia marcou presença fazendo uso da tribuna para expor os grandes problemas que a educação tem enfrentado desde muito tempo e que só  pioraram com a gestão PETTERSEN/MENDANHA: a superlotação nas salas de aula;  retirada dos assistentes educacionais da maioria das escolas; retiradas dos profissionais de educação física, em várias instituições, da função pedagógica para assumir atividades esportivas; retirada do planejamento semanal; e a opressão vivida pelos trabalhadores promovida pela secretaria de educação e pelo prefeito Gustavo Mendanha.

O Comando de Luta defendeu a urgência da aprovação do Plano de Carreira dos Administrativos, pois esses são os funcionários mais explorados e com os menores salários da rede e são totalmente desvalorizados e desconsiderados pela prefeitura, pela SEMEC e muitas vezes pelos próprios colegas nas unidades escolares. Ainda sobre os administrativos, o Comando de Luta salientou sobre a necessidade do enquadramento destes servidores na pasta da educação.

O Comando de Luta também destacou sobre a importância da aprovação e cumprimento do Plano de Carreira de todos os servidores, iniciando com pagamento das Progressões Verticais e Horizontais, com as Titularidades e com reajuste REAL no Vale Alimentação para os administrativos, entre outros pontos. 

Outros trabalhadores fizeram uso da palavra para expor mais problemas graves enfrentados pela educação, tais como: o grande déficit de professores e administrativos; a falta de professores de apoio para crianças com NEEs; a falta de professores substitutos, o que tem resultado no assumimento da regência de sala por agentes educativos sem receberem nada a mais por isso; entre outras questões.

O Presidente da Câmara ao ser questionado pela categoria sobre o não comparecimento da secretária Valéria, leu o ofício enviado à mesma, onde constava a convocação para quarta-feira, dia 21/03,  data diferente do acordo feito entre os vereadores e a categoria, o que gerou bastante revolta em todos(as) presentes.

A categoria, revoltada com a manobra da presidência da Casa e, consequentemente, com a ausência da secretária,  gritava uníssona: QUEM NÃO DEVE NÃO TEME!

Mais uma vez, ficou agendada uma próxima plenária para o dia 2 de abril com a presença da secretária a ser convocada novamente pelos vereadores. Esperamos que a presidência cumpra o acordo dessa vez!

O Comando de Luta convoca a categoria para fazer uso do seu livre direito de manifestação e ocupar novamente a plenária para exigirmos a revogação das alterações catastróficas na rede, feitas pela SEMEC, como também, pelas demandas dos(as) administrativos(as), dos(as) agentes e dos (as) professores(as), tal como o pagamento imediato do PISO SALARIAL.

NENHUM DIREITO A MENOS!

FORA VALÉRIA!

PROCURA-SE O PREFEITO MENDANHA!

ABAIXO O PACOTE DE MALDADES DA  SEMEC!

LUTAR E RESISTIR PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA,  GRATUITA E DE QUALIDADE!





quinta-feira, 21 de março de 2019

ATO DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO LOTA CÂMARA MUNICIPAL

Nessa terça-feira, 19/03/2019, a categoria de trabalhadores da educação de Aparecida de Goiânia esteve presente na sessão plenária na Câmara Municipal para cobrar os devidos esclarecimentos da Secretária da Educação, Valéria Pettersen, acerca das novas Diretrizes criadas por ela e sua equipe: Cassiano, Júlio e Aline no início do ano 2019. Entretanto, a secretária que foi convidada por meio de ofício, pelos vereadores, não compareceu.

As novas Diretrizes alteram diversos cargos dentro da rede, tais como o de Assistente Educacional e o de Secretário(a) Geral; também colaborou com a retirada dos profissionais de Educação Física de várias escolas; retirou o planejamento semanal dos professores; dentre outras medidas.

Esse ato na Câmara foi realizado a partir do pedido de um grupo de professores a alguns vereadores de Aparecida que convidaram a secretária Valéria Pettersen, para justificar as mudanças nas Diretrizes, sem que as mesmas passassem pela análise e aprovação da Câmara ou do Conselho Municipal de Educação. Alguns vereadores chamaram a atenção da casa diante da postura da secretária, em tomar decisões  que não são de sua competência e sim da Câmara.

Uma vez que a secretária não tenha comparecido, os vereadores foram unânimes em fazer não mais um convite, mas uma CONVOCAÇÃO afim de que a mesma esclareça seus atos. Atos que, segundo os trabalhadores da educação, têm trazido sérios problemas às escolas de Aparecida.

Os vereadores também aventaram a possibilidade da criação de uma CEI (Comissão Especial  Investigação) caso a secretária volte a não comparecer, no intuito de averiguar o motivo das ausências.

Os(as) profissionais da educação que lotaram a Câmara, entoaram gritos, como: "Fora Valeria"!!!!

A categoria não se deixa enganar! Cobraram dos vereadores sobre o porquê de não terem feito uma CONVOCAÇÃO oficial desde o princípio à  secretária.

Na sexta-ferira, dia 22/03/2019, novamente, os(as) profissionais terão que comparecer à câmara, para a exposição  dos esclarecimentos da secretária. Caso ela compareça para enfrentar a categoria diante de tantas atrocidades que tem feito com a educação nesse município.

Como de costume, aproveitando-se de forma oportunista, também marcaram presença pelegos que sempre pegam rabeira na mobilização de outros, atitudes que  todos(as) da rede já conhecem bem a prática!

Uma professora da rede, representando os(as) professores(as), fez uma importante fala, em que cobrou respeito aos(as) professores(as) e o posicionamento do prefeito.

O Sindicato Comando de Luta da Educação de Aparecida de Goiânia, esteve presente, somando-se a essa mobilização e se colocando a disposição para organizar e ajudar na luta, como sempre tem feito. Somente nesses início de ano  o Comando de Luta já organizou dois atos cobrando os direitos dos(as) profissionais da educação.

Resistir e lutar!

Não aceitamos esse retrocesso na educação de Aparecida de Goiânia!

Abaixo o Pacote de Maldades!


quarta-feira, 20 de março de 2019

PARALISAÇÃO GERAL CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O Sindicato Comando de Luta da Educação de Aparecida de Goiânia convoca a todos os trabalhadores em geral para um Ato Unificado de luta contra a Reforma da Previdência.

Estamos cientes de que essa Reforma veio com a intenção de explorar ainda mais o povo pobre e trabalhador do nosso país. 

Não é justo que os trabalhadores paguem a conta da farra de políticos provocada pela isenção e perdão de dívidas dos banqueiros e grandes empresas. 

Dia 22/03/2019 (sexta-feira)

10h

Local: Praça Cívica  


Não podemos ficar parados enquanto os políticos brincam com o destino de milhões de brasileiros!






#naoareformadaprevidencia
#lutareresistir
#lutarpelopovo
#lutarpelotrabalhador
#nenhumdireitoamenos

quarta-feira, 13 de março de 2019

CONVITE PARA SESSÃO PLENÁRIA NA CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA

Convoca-se os Intelectuais da Rede Municipal de Aparecida de Goiânia


Local: Câmara Municipal dos Vereadores
Av. Versalhes, Resid. Maria Luíza. Aparecida de Goiânia

19/03/2019

9h

Sessão Plenária

*Convite feito por servidor da rede

É de extrema importância a participação dos trabalhadores da educação e o Comando de Luta não pode ficar de fora dessa!

#vamosàluta
#lutareresistir



segunda-feira, 11 de março de 2019

8 DE MARCO! DIA DA MULHER TRABALHADORA!

Saudações às mulheres trabalhadoras! 

Nesta importante data, gostaríamos de saudar com profundo respeito as mulheres do povo, ressaltando que esta data não se refere à todas as mulheres, mas  dia internacional das mulheres do povo e não de todas como prega a burguesia e seus monopólios de comunicação, esse dia significa uma homenagem às mulheres operárias, as camponesas, as trabalhadoras,  as funcionárias públicas, as professoras, as domésticas, as donas de casa, as estudantes, as intelectuais, as anciãs, as crianças de nosso país e do mundo.

Também precisamos homenagear a memória das glorioras heroínas de nossa classe que lutaram sem cansaço pelo melhor, por justiça e dignidade, que na história da luta de classes no mundo e no Brasil dedicaram suas vidas à revolução, lutaram pela destruição do velho Estado e construção de um novo mundo.

Uma reverência à todas as mulheres trabalhadoras!  Temos uma árdua tarefa e não nos refutamos à ela. Nossa vida é de luta intensa e cada uma enfrenta à sua maneira. Nessa sociedade ser mulher da classe explorada é sinônimo de ser guerreira!


Companheiras do Comando de Luta.


sexta-feira, 8 de março de 2019

INFORMES SOBRE O ATO: BLOCO DOS REVOLTADOS.

O Comando de Luta convocou a categoria  para mais um ato contra o Pacote de Maldades anunciado pela SEMEC no dia 21/12/2018, como também pelo pagamento do Piso, pela falta de agentes nos CMEIs, pelas demandas dos administrativos, entre outras questões. Este ocorreu no final da manhã do dia 01/03/2019, na sexta-feira.

O ato, denominado como Bloco dos Revoltados, contou com representantes de algumas escolas, que puderam manifestar sua indignação ante o descaso do prefeito Gustavo Mendanha e da secretária Valéria Pettersen com a educação.

Para facilitar a participação de todas e todas, foi organizado um almoço saboroso, uma deliciosa galinhada.

Uma professora da E.M. Telma Regina relatou que em sua escola, no momento pedagógico, foi redigida uma carta relatando os problemas que decorreram da implementação do Pacote de Maldades, e que a mesma será levada ao Ministério Público para que o órgão tome as devidas providências em favor da qualidade da  educação, do respeito aos alunos/as e da valorização de seus/suas servidores/as. 

Foram entoadas várias paródias de marchinhas carnavalescas, fazendo referências às dificuldades pelas quais enfrenta a educação. 

Esse foi o segundo ato chamado pelo Comando de Luta esse ano, contou com a presença do jornal Folha Z que, ao procurar a assessoria da prefeitura, recebeu a informação de que "não houve nenhuma manifestação hoje de servidores/as da educação na porta da prefeitura". 

Será que os assessores do prefeito estão com problemas de audição ou de visão? Pois vários deles estiveram próximos às grades do prédio onde acontecia a manifestação. Na verdade, eles tentam fingir que nada está acontecendo sob a gestão do prefeito Gustavo Mendanha.

O Comando de Luta ainda protocolou junto à prefeitura, à SEMEC e ao Ministério Público, ofícios cobrando uma reunião da gestão com os/as servidores/as, para tratar das mudanças anunciadas pela secretária no fim do ano passado, como também pelo pagamento do Piso, da falta de agentes nos CMEIs, das demandas dos administrativos, entre outras questões.

Lutar e defender a educação! 

Lutar e defender o direito dos trabalhadores! 

Fora Valéria e seu Pacote de Maldades! 

Fora Mendanha e seus assessores mentirosos!





quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

ATO CONTRA O PACOTE DE MALDADES


O Sindicato Comando de Luta da Educação de Aparecida de Goiânia convida a todos os trabalhadores da educação para mais um ATO: GRITO DE CARNAVAL CONTRA O PACOTE DE MALDADES!

Venha protestar contra as novas diretrizes municipais que está precarizando a qualidade da educação oferecida aos filhos dos cidadãos aparecidenses. Aproveite e almoce conosco no seu intervalo de turnos. Participe do BLOCO DOS REVOLTADOS


Dia: 01/03/2019 (sexta-feira)
Às 11h
Local: Em frente à prefeitura.



Gritos do Bloco: 

•Retorno dos Assistentes 
•Retorno dos Planejamentos semanal
•Retorno dos professores de educação física 
•Por mais funcionários administrativos
•Por mais Agentes nos CMEIS
•Pelo PISO de 2019
•Por um aumento verdadeiro aos administrativos 
•Entre outras tantas demandas.


PREFEITO, CADÊ VOCÊ?



Resistir e lutar em defesa da educação publica, gratuita e de qualidade!


Nenhum direito a menos!